Essa profissão é encantadora…

Olá! Aqui é o Emílio!

Você sabe o que é o barista? De onde vem essa palavra? De onde vem essa profissão? Como é que ela começou?

A palavra em si “barista” é um termo usado que vem de bar, mas não bar coquetelaria e sim bar pressão.

A medida de pressão da água sobre o café é dada em bar. Bar então é uma medida de pressão. Antigamente as primeiras máquinas de café usadas pelos italianos elas eram máquina grandes com um sistema de pistão, então o barista era a pessoa que dava uma pressão sobre o café.

Daí vem a palavra “barista”. Tipo aquelas máquinas de chope que tiram o chope sob pressão. As máquinas de café são máquinas de pressão sobre uma quantidade de café e daí surgiu o nome barista.

Essa profissão já existe na Europa, na Itália há mais de 70 anos e no Brasil a gente começou a ouvir falar sobre baristas a partir do ano 2001.

Na verdade houve um campeonato de baristas, o primeiro campeonato mundial em 2000 e depois em 2001 houve a primeira edição desse campeonato no Brasil, em São Paulo, e foi uma coisa restrita, um grupo de umas 20 pessoas dentro de uma sala em São Paulo, e aí foi a primeira vez que se falou de baristas no Brasil.

Muitos me perguntam se o mercado para essa profissão é melhor no exterior, em outros países, onde teriam melhores oportunidades.

A verdade é a seguinte: se você for competente naquilo que você faz você vai se dar bem aonde você estiver.

Eu mesmo já tive a oportunidade de morar fora do país e as pessoas acham que morar fora do país é uma maravilha e que você vai chegar lá e tudo vai ser resolvido.

Não é assim que a banda toca. Quando você chegar no outro país você vai encontrar problemas outros que não são seus e você vai perceber que talvez no seu próprio país você teria grandes possibilidades.

Seja profissional onde você for. O que te transforma em profissional é uma palavra chamada dedicação se você se dedicar naquilo que você quer na sua vida, ser barista, ser médico, ser cantor, ser músico, ser, sei lá, manicure e pedicure, dedique-se.

O que você fizer na sua vida com dedicação aonde você for você vai ser um grande profissional. Agora, existem países que realmente valorizam mais essa profissão.

Então os países nórdicos, Noruega, Dinamarca, Israel, Holanda, Austrália, Nova Zelândia, eles respeitam mais essa profissão.

A gente ainda tem essa cultura escravocrata onde o profissional do serviço é um ser inferior que a gente olha meio assim de cima pra baixo, meio que menosprezando.

Mas aqueles que são realmente baristas, ou aqueles que são realmente jogadores de futebol, ou qualquer coisa, eles vão se destacar e se dar bem em qualquer lugar do mundo.

Um abraço,

Emílio 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *